preservarmemoria
Museu Rural

A preservação cultural – o Museu Rural da Fundação Abreu Callado

As referências culturais de uma aldeia alentejana do interior, ancorada desde 1953 nas margens de um dos mais bonitos lagos artificiais de todo o país,museururalimg3 são necessariamente 'rurais'. E Benavila não é excepção.

A Fundação Abreu Callado dispõe de uma notável herança cultural, graças não só à sua história, mas também a um conjunto de testemunhos materiais, herdados da muito antiga Casa Agrícola do mesmo nome, fundada por Francisco Abreu Callado (1834 - 1913).

No “páteo velho” e zonas circundantes, onde actualmente está instalada a sede da Fundação (cujos edifícios mais antigos remontam pelo menos a 1758), estavam, no passado, localizadas todas as dependências necessárias a uma casa de lavoura : habitação principal (que nos meados do século XIX era denominada no Alentejo de “casa grande”) da família Abreu Callado, espaços para os empregados acomodados, cozinha, despensa apropriada, queijaria, casa da matança, forno do pão, lagar de azeite, cavalariça para cavalos de sela, cocheira, celeiros, armazéns, casão para guardar utensílios e alfaias de lavoura, …

Ainda hoje, o espaço conserva um conjunto de valores estéticos autênticos, resultantes de uma sedimentação arquitectónica de muitos anos, e cujas transformações se foram lentamente adaptando às necessidades da Fundação. Assim, se a residência familiar, os celeiros, o lagar tradicional e o forno, apesar de terem sofrido algumas transformações, ainda existem como tal, já os actuais serviços administrativos funcionam na antiga cavalariça para cavalos de sela, a Sala de Provas corresponde à antiga casa da matança , e num dos armazéns situa-se agora um dos ex-libris da Fundação, o Museu Rural .
Este espaço reúne as características de um museu local de etnografia. E as peças expostas (um conjunto de alfaias e utensílios, que recordam as antigas actividades agrícolas e o fabrico do pão e do vinho), estão acessíveis sem a barreira protectora de vitrines, expressando as formas mais essenciais da ruralidade vividas ao longo dos tempos naquela Casa Agrícola – ou seja, reflectem o trabalho e as técnicas que lhe eram inerentes e os meios de transporte da família Abreu Callado.

Ao observarem cada objecto, os visitantes são convidados a encontrar o sentido percebido que lhe está implícito – e pela sua imaginação passarão certamente algumas das pessoas que lhes deram uso e os consideraram, porventura, únicos e simbólicos .

A visita ao ‘museu rural' deverá incluir assim uma passagem pelas outras memórias ainda conservadas no ‘páteo velho', onde o edifício-sede da Fundação Abreu Callado, de traça rústica senhorial, ostenta na sua chaminé maior a data de 1758. No lagar, por exemplo, devidamente certificado para a produção de azeite, ainda se usam os antigos capachos de sisal.

 Museu Rural - Imagens Casa da Matança Lagar de Capachos